Como a saúde digital auxilio no enfrentamento a COVID-19 na Alemanha

26/05/2020

Quando olhamos os números de casos de COVID-19 na Alemanha encontramos um pais entre os principais, mas se olharmos mais de perto podemos ver que a taxa de mortalidade está entre as menores. Existem diversos fatores que podem ter contribuído para isso. Testes iniciais, comunicação transparente, uma infraestrutura de TI em saúde bem preparada e saúde digital diferenciaram a abordagem da Alemanha da de outros países.

O vírus encontrou uma Alemanha que já caminhava a passos largos para transformação digital, com diversas iniciativas que englobam toda cadeia de suprimento e iniciativas que buscam acelerar o desenvolvimento de novas tecnologias voltas a saudê. Exemplo disso foi o hackthon organizado pelo governo alemão no qual teve 42.000 participantes e 800 projetos apresentados buscando soluções inovadoras para os desafios agudos da pandemia de coronavírus.

Tecnologias que já vinham sendo discutidas e não conseguiam ser incorporadas as politicas publicas começaram a ser liberadas, como é o caso das consultas remotas que até 2018 eram proibidas no pais e hoje é visto como grande aliado  recebendo apoio em infra estrutura para poder chegar ao alcance de toda a população.

Um dos principais marcos para essas mudanças e a consolidação da saudê digital na Alemanha é a "Lei para um melhor atendimento por meio da digitalização e inovação" (Digitale-Versorgung-Gesetz – DVG) que foi publicada em 19 de dezembro de 2019 e entrou em vigor. Como ela aplicativos podem ser indicados com receita médica, o incentivo a consultas por vídeo e acesse a rede de dados segura na área da saúde em qualquer lugar para tratamentos, entre outras melhorias.

Veja mais

WhatsApp